Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Este governo, seguindo as tradições dos governos de Sócrates, tem sido pródigo em situações em que, para justificar as medidas (cortes) que incidem sobre uma determinada classe profissional, procura, através de campanhas de desinformação, colocar a restante população contra essa classe.

 

Foi assim, inicialmente, com os professores e, mais recentemente, com os funcionários públicos no geral.

 

Diga-se de passagem que a estratégia até tem resultado, sendo o vulgar "dividir para reinar".

 

Vem isto a propósito do regozijo que de notei nas declarações de alguns representantes das associações profissionais de policia, no rescaldo da manifestação da passada quinta-feira.

 

Pelas reações que tenho observado da população, parece-me que os polícias podem ter-se colocado numa situação perigosa para os seus interesses. O apoio popular as reivindicações da polícia dependera muito do que ocorrer na próxima manifestação que haja junto a Assembleia da Republica, uma vez que as pessoas dificilmente compreenderam se a reação da polícia for muito diferente da que aconteceu na passada quinta-feira.

 

Caso tal suceda, o efeito prático do "aviso ao governo" será a legitimação dos cortes impostos pelo governo, com o acordo da generalidade da população, minando o poder negocial das associações dos polícias.

 

Nesse cenário, ganharam uma batalha, mas pela forma como a ganharam, arriscam-se a perder a guerra...

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D